Comissão da Assembleia aprova parecer de Luersen para construção de novas hidrelétricas

altalt

 

  A comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa aprovou, na segunda-feira (28/05), parecer favorável do deputado estadual Nelson Luersen (PDT) a projeto que prevê a liberação de licenças para a construção de 14 novos empreendimentos hidrelétricos para geração de energia no Paraná. A proposta prevê a construção de dez Centrais de Geração Hidrelétricas (CGHs) e quatro Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) em diversas regiões e municípios do Estado.

No total, essas novas centrais devem gerar quase 70 megawatts de energia, o suficiente para atender cerca de 200 mil famílias. Relator do projeto, o deputado Luersen destaca a importância da liberação desses empreendimentos para a diversificação da matriz energética do Estado. “É fundamental, nesse momento de crise energética com preços abusivos dos combustíveis, que possamos aumentar a geração de energias renováveis no País”, defende Luersen, para quem os investimentos em energia elétrica, eólica, solar e biomassa são cada vez mais necessárias para garantir que o País não continue tão dependente dos combustíveis fósseis, como o petróleo.

            “Nós estamos vendo agora com a greve dos caminhoneiros, como o Brasil está excessivamente dependente de combustíveis de origem fóssil e gás. Se tivéssemos uma maior geração de energia elétrica e renovável com um preço mais acessível ao consumidor, isso seria um grande ganho para a economia”, avalia o deputado.  “No futuro, poderemos ter a massificação de caminhões, ônibus e grandes máquinas movidas com energias renováveis, reduzindo a dependência de combustíveis fósseis”, afirma o parlamentar.

            Com a aprovação do parecer de Luersen, o projeto deve ser aprovado em plenário pela Assembleia ainda nesta semana. “Esperamos que esses empreendimentos entrem em operação o mais rápido possível”, diz o deputado. Ele defende, inclusive, a desburocratização do processo de concessão de licenças para a construção das centrais hidrelétricas de pequeno porte. “Já propomos anteriormente que as autorizações sejam feitas única e exclusivamente pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), sem a necessidade de passar pela Assembleia, agilizando o processo. Não podemos mais continuar com essas licenças paradas há tanto tempo, prejudicando os interesses do Estado e da população”, afirma.

            O deputado lembra ainda que, segundo os especialistas, as reservas de petróleo do planeta devem se extinguir em cerca de 50 anos. “Isso mostra que temos que investir cada vez mais na geração de energias renováveis, para garantir o atendimento das necessidades da população e da economia. Além disso, esses empreendimentos geram empregos e têm baixo impacto ambiental”, explica.