Get Adobe Flash player
Home Notícias

Notícias

Coerência e credibilidade credenciam Osmar Dias a disputar o governo em 2018, diz deputado Luersen

altalt
    A coerência e a trajetória ética credencia o ex-senador Osmar Dias (PDT) a disputar o governo do Paraná nas eleições de 2018. A opinião é do líder do PDT na Assembleia Legislativa, deputado estadual Nelson Luersen, comentando as recentes declarações de Osmar à imprensa colocando-se como pré-candidato à sucessão estadual para daqui a dois anos.

    “O Osmar demonstrou a postura ética no passado, quando ele e o Álvaro Dias foram expulsos de seu partido, filiando-se então no PDT, por terem assinado o requerimento de abertura, no Senado, da CPI para investigar denúncias de corrupção no governo. Desde aquele momento ele demonstrava na prática sua preocupação com o combate à corrupção”, lembra Luersen.

    Para o deputado, o Paraná precisa, mais do que nunca, de políticos que tenham uma história de confiabilidade em suas ações. “O Osmar tem uma trajetória que vem desde a época em que foi professor e diretor da Faculdade de Agronomia de Bandeirantes, passando pelo comando da Secretaria de Estado da Agricultura por dois mandatos, quando foi responsável pelo maior programa de conservação do solo da história do Paraná. No Senado, teve uma atuação brilhante, com muitas leis que beneficiaram a população brasileira, sempre na defesa do agricultor que é quem sustentabilidade econômica ao Paraná e ao País”, avalia o líder pedetista.

    Luersen destaca que o ex-senador está afastado da política desde 2010, mas nunca deixou de servir ao País e ao seu Estado. “O Osmar é uma das reservas morais e éticas da política do Paraná em uma época de profundo descrédito. Uma liderança confiável e com os pés no chão. Essa sua decisão de concorrer ao governo nos a esperança de um Paraná com muitas conquistas. A sua candidatura vai agregar outros partidos ao PDT em busca da governabilidade, sendo necessário que haja uma composição de forças políticas que queiram o bem da sociedade”, explica o deputado. “O momento exige e o Osmar, na sua maneira simples e objetiva de ser, é um dos líderes que tem condição de dar estabilidade ao Paraná. Se eleito, com certeza terá uma ótima convivência com toda a sociedade, em especial com os servidores públicos”, afirma.

 

    O líder do PDT considera que na situação atual, o Brasil precisa de administradores públicos comprometidos com a seriedade e que respeite a população com políticas que abrangem todas as áreas. “O governo tem que ter uma visão administrativa que concilie receitas e despesas, planejando ações, obras e contratações dentro das possibilidades financeiras do Estado, sem aumentar impostos e taxas, o que não é mais suportável pela população e o setor produtivo. É preciso melhorar a qualidade dos serviços públicos otimizando as estruturas existentes, sem desperdício. E somente após organizar o Estado e investir em novas obras”, defende Luersen

Negociação Servidores e Governo

Deputado Luersen defende retomada de negociações entre servidores e governo para fim das greves


alt

    Deputados do bloco independente e da bancada de oposição na Assembleia Legislativa se reuniram nesta terça-feira (25/10), com representantes do Fórum das Entidades Sindicais de Servidores Públicos do Paraná (FES) para tentar encontrar uma saída para o impasse que envolve a data base de reposição salarial do funcionalismo paranaense e o governo do Estado. Segundo Luersen, ficou claro que os servidores não abrem mão da data base, mas também que eles estão abertos à negociação.

    “Os servidores não abrem mão da data base, mas mostram disposição para o diálogo e para negociar a forma como o reajuste será pago. Existe a possibilidade, por exemplo, de um parcelamento, com parte da reposição da inflação sendo paga em janeiro de 2017 e a outra parte em maio. que o governo também precisa estar aberto à negociação, sem imposições ou intransigência, pois não interessa a ninguém a continuidade e a ampliação das greves”, afirma Luersen.

    Segundo o deputado, o resultado da assembleia da APP-Sindicato do último sábado, quando a continuidade da greve de professores e funcionários de escolas por 724 votos a 719 evidenciou que a própria categoria está dividida e sabe da dificuldade de se manter a paralisação em um final de ano letivo. “Não clima para manutenção da greve, mas os servidores também não aceitam perder seus direitos, como a data base que está prevista em lei e foi um compromisso assumido pelo próprio governo”, pondera Luersen

Frente retoma articulação contra prorrogação de contratos do pedágio


alt

    Deputados da Frente Parlamentar Contra a Prorrogação do Pedágio se reuniram nesta terça-feira (25/10) na Assembleia Legislativa para definir novas ações do grupo. Mesmo com a aprovação pela Assembleia da lei proposta pela frente que condiciona qualquer prorrogação de contratos de concessão à consulta prévia do Legislativo, eles estão preocupados com as notícias que vêm de Brasília dando conta da intenção do governo federal de renovar as concessões de rodovias atualmente em vigor.

    “Apesar da aprovação desta lei de iniciativa da frente, ainda temos setores trabalhando nos bastidores pela prorrogação dos contratos, aproveitando a onda ‘privatista’ que atinge o País”, alerta o deputado estadual Nelson Luersen (PDT). A frente decidiu ir à capital federal para audiências com a bancada paranaense no Congresso; com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella; e com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Aroldo Cedraz, para colher informações sobre o andamento dessa discussão e reafirmar a posição dos deputados estaduais paranaenses.

 

    “A frente mantém uma posição unânime contra qualquer movimentação no sentido de prorrogação dos atuais contratos do pedágio no Paraná antes de seu término, previsto para 2021. Estamos firmes no propósito de que após o fim das concessões atuais, seja feita uma nova licitação, com pedágio de manutenção, com tarifas compatíveis com a realidade da economia do Estado”, garante Luersen

Luersen destaca importância da prevenção

Em lançamento de Semana Estadual da Saúde Bucal, Luersen destaca importância da prevenção


altalt

    A Assembleia Legislativa lançou, na segunda-feira (24/10), a Semana Estadual de Saúde Bucal, criada a partir de lei de autoria do líder da bancada do PDT na Casa, deputado Nelson Luersen. Ela prevê que anualmente, na última semana de outubro, a Secretaria Estadual da Saúde, em convênio com os municípios e entidades da sociedade civil, promova seminários, debates, campanhas e outras atividades que ajudem a conscientizar a população sobre a importância da saúde bucal para a prevenção de doenças.

    O lançamento contou com a participação de representantes da secretaria, como o coordenador da Divisão Estadual da Rede de Saúde Bucal do Paraná, Guilherme Graziani; o presidente do Conselho Regional de Odontologia, Aguinaldo Coelho de Farias; o presidente da seção paranaense da Associação Brasileira de Odontologia, Celso Minervino Russo, profissionais e especialistas da área. “O governo do Paraná, por intermédio da Secretaria Estadual de Saúde, tem a Rede de Saúde Bucal. O que nós queremos é ajudar na sua divulgação, fazendo com que os paranaenses procurem com mais frequência esses serviços, cuidando da saúde como realmente se deve”, afirmou Luersen, lembrando que segundo dados do Ministério da Saúde, apenas 53% dos brasileiros usam fazem com frequência a escovação e usam o fio dental e mais de 60% das crianças em idade escolar têm cárie. “São fatores que nós poderemos ajudar a contribuir para evitar no futuro”, afirmou.

    Segundo o deputado, o evento será realizado na última semana de outubro de cada ano em convênio entre Secretaria Estadual de Saúde, secretarias municipais, clínicas, escolas, clubes de serviço, “para fazer com que esta conscientização chegue até o cidadão, às famílias, ao pai, à mãe”. “O Brasil é exemplo de odontologia do mundo. Um dos países que tem os melhores profissionais, os melhores serviços. Mas a gente ainda percebe que muitas crianças têm cárie, que a escovação não acontece a contento, que o uso do fio dental não é cotidiano na vida dos brasileiros. Isso tudo nos leva a pensar que nós precisamos de uma conscientização maior”, explicou.

    “Essa lei proposta pelo deputado Nelson Luersen vem ao encontro do que o conselho pensa. Precisamos conscientizar a população sobre a importância da saúde bucal”, disse o presidente do Conselho Regional de Odontologia, Aguinaldo Coelho de Farias, lembrando ainda que infecções bucais podem ser a causa de problemas no coração e representar ameaças durante a gravidez.

    “É uma lei que pensa na população. Ela vai nos contemplar com muitas ações que serão executadas não pela Secretaria Estadual da Saúde, mas por todas as organizações aqui citadas”, disse o coordenador de Saúde Bucal da Secretaria, Guilherme Graziani.  “Queremos que a população fique atenta aos procedimentos necessários para manter uma boa higiene bucal e reconheçam a importância desses cuidados. As campanhas também vão abordar a manutenção de hábitos de alimentação saudável e a necessidade de visitar o dentista regularmente”, disse Graziani.

 

    Neste ano, equipes do governo do Estado estão distribuindo materiais educativos para orientar a população sobre prevenção e bons hábitos de saúde bucal. . A data da Semana Estadual da Saúde Bucal coincide com o Dia do Dentista, comemorado em 25 de outubro. “Na semana em que se comemora o Dia do Dentista, ganhamos um espaço que utilizaremos intensamente a favor da saúde da população paranaense. Este é um assunto que precisa de destaque, pois cuidar da saúde bucal evita o surgimento de inúmeras outras doenças”, afirmou o secretário de Estado da Saúde em exercício, Sezifredo Paz.

alt

Mais Artigos...