Get Adobe Flash player
Home Pronunciamentos

Pronuciamentos

SESSÃO ORDINÁRIA 25.2.2015

 

SR. PRESIDENTE (Deputado Ademar Traiano - PSDB): Com a palavra no Horário do PDT, deputado Nelson Luersen, por dez minutos.

DEPUTADO NELSON LUERSEN (PDT):Sr. Presidente, Srs. Deputados, Sras. Deputadas. Servidores que estão aqui presentes nas galerias é uma alegria recebe-los, aqui, nesta Casa. E fico feliz de ver a pacífica e organizada manifestação que vocês estão fazendo em defesa dos interesses da categoria. Parabéns a todos vocês. Mas, Sr. Presidente, dando sequência naquilo que o deputado Tercílio Turini vinha falando, realmente estamos vivendo momento, deputado Tadeu, preocupante em nosso país. Muito preocupante. Acredito que é um momento assim no qual a democracia corre um sério risco. A liberdade de expressão. Corremos o risco com as instituições. Com um descrédito total com os políticos e, infelizmente, vemos que os políticos do nosso país não caíram na real ainda. Políticos lá em Brasília querendo barganhar. Barganhar cargos, barganhar nomeações. Quando na verdade eles foram eleitos para ajudar a resolver os problemas dessa nação. É inadmissível, Sr. Presidente, vermos na Rede Globo, na grande mídia nacional determinados representantes, representantes que nos representam lá, em Brasília, dizer que vão começar a ajudar o governo desde que eles sejam valorizados. Eles já foram valorizados lá na urna. O eleitor os elegeu! O eleitor os escolheu para representa-los lá, em Brasília, para representa-los aqui na Assembleia Legislativa do Paraná. Essa barganha política tem que acabar nesse país. Enquanto não acabar a barganha política, os favorzinhos a troco de uma emendinha parlamentar; os favorzinhos a troco de uma nomeação política, não vamos mudar esse país. Acho que o momento é esse. Preocupa-me muito a manifestação dos caminhoneiros, Annibelli. Uma categoria que está sofrida, que está com dificuldade. Uma categoria que tem um pedágio absurdo, todos os dias quando trafega pelas rodovias do Paraná e por outras rodovias brasileiras.  O preço do óleo diesel que onera o transporte, que onera o cidadão, que tira a margem de lucro do transportador. Os impostos que só aumentam. Aumentou o IPVA, não dos caminhões, mas aumentou do automóvel. O caminhoneiro também tem um automovelzinho para passear e ele também paga IPVA. Vai aumentar o ICMS, agora, em abril, em 50%, machucando a economia do nosso Estado, indo no bolso do cidadão, no bolso da dona de casa, do professor, do empregado, do desempregado. Porque todos nós pagamos ICMS. Sem contar, deputado Nereu Moura, o aumento dos alimentos, a falta de segurança nas estradas. Caminhoneiros trafegam sem segurança, sem ter onde pernoitar à noite, sem ter onde encostar um caminhão. Motoristas que estão de forma valente na estrada transportando as riquezas e não são valorizados. Sei que eles como vocês que estão aqui não gostariam de estar em greve. Gostariam sim de estar trabalhando, mas trabalhando tendo o suor do seu trabalho reconhecido. E, infelizmente, isso não acontece. Sabemos dos prejuízos que está causando à economia. No Paraná, hoje, temos produtores de leite jogando leite fora e não é só a Globo e os jornais que mostram, nós estamos vendo no dia-a-dia. A produtividade está comprometida, o abastecimento está comprometido. Então, eu espero que os nossos governantes lá em Brasília, com o apoio nosso aqui no Estado do Paraná, possam se sensibilizar, chegar ao bom-senso, baixar a CIDE, quem sabe retroagir a CIDE. A CIDE incide hoje 22 centavos, sobre o preço do óleo diesel, é CIDE. Quem sabe vamos baixar, vamos baixar essa CIDE novamente, vamos tirar a CIDE do óleo diesel, para baixar o óleo diesel para o caminhoneiro. Vamos aumentar um pouco o frete, para que nós consigamos dar condições para ele trabalhar e que nós possamos restabelecer a produtividade e o progresso do nosso País.

Deputado Péricles de Mello (PT):Deputado, o Sr. poderia oferecer um Aparte breve.

DEPUTADO NÉLSON LUERSEN (PDT):Concedo-lhe, sim, Deputado Péricles.

Deputado Péricles de Mello (PT):Passar uma informação que chegou agora, Deputado Nélson, vinda da Senadora Gleisi. Em Brasília acontecem duas reuniões, para a negociação da pauta dos caminhoneiros, entre elas a sanção pela Presidenta das modificações feitas no Projeto de Lei, a Lei dos Caminhoneiros que prevê: que veículos de transporte de cargas, que circulam vazios não pagarão taxas de pedágio, sobre os eixos mantidos suspensos; aumento do prazo de carência para as cooperativas de crédito para caminhoneiro; preço de frete com estipulação de preço mínimo; preço do diesel em discussão; e renegociação das dívidas. O governo está negociando e a gente vai fazer todo o esforço com esse movimento justo dos caminhoneiros, como bem o Sr. está falando. Obrigado.

DEPUTADO NÉLSON LUERSEN (PDT):Obrigado, Deputado Péricles. Eu acho que já é algumas conquistas, não o suficiente, mas já nos alegram por estar em andamento um acerto lá em Brasília, para que nós possamos retornar o transporte desse País. Agora, eu quero falar um pouco dos nossos servidores. Eu quero dizer a vocês que aqui na Assembleia Legislativa, nós temos uma bancada da oposição e uma da situação e temos alguns Deputados que são independentes, como é o meu caso, que votam conforme eles entendem que é correto, que é justo e que é certo, como é o caso do Deputado Tercílio. Porque eu entendo também, Sr. Presidente, que nós não podemos entrar nessa briga do PT e do PSDB no Brasil. Lá em Brasília, mesmo que a Presidenta faça alguma coisa boa, o PSDB critica, porque quer se promover politicamente. E aqui no Paraná muitas vezes também não é diferente e vice-versa. Então, nós não podemos entrar nessa! Temos que agir com liberdade, com liberdade de expressão, ouvindo as reivindicações, ouvindo as categorias, ouvindo aqueles cidadãos lá do interior, ou aqui da Capital que nos elegeram, porque é com eles que nós temos o compromisso. Não temos o compromisso com o Governador Beto Richa e nem com a oposição. Nós temos compromisso é com quem nos elegeu, porque nós queremos é voltar de cabeça erguida, lá nos nossos Municípios. Eu quero dizer a vocês que até agora nós não conquistamos nada com esse movimento, com essa greve, mas deixamos de perder quem sabe aquilo que já havíamos conquistado. Então precisamos, sim, continuar a luta, continuar as reivindicações. Nós não concordamos com a redução dos portes das escolas. Não concordamos com o descaso que o governo está tendo com os PSS, que vão ficar desempregados da noite para o dia, porque o governo quer transformar as nossas salas de aula, em verdadeiras latas de sardinha. Então, eu acho que nós temos muito a conquistar. E eu quero dizer também pessoal, que eu carrego sempre comigo um ditado, uma frase muito antiga, que diz o seguinte: Que quando o governo trata mal a sua economia, quando o povo não cuida das suas finanças, quando o cidadão não faz um encontro de contas, entre o que recebe e o que gasta, ele vai à falência, ele quebra, ele tem que entregar o carro, entregar a casa para pagar a conta. O governo, não. O governo quando administra mal, quem paga a conta é a população, quem paga a conta somos nós, os funcionários públicos. Então, nós não podemos admitir a falta de gestão pública. Desde que eu cheguei à Assembleia, em 2011, Deputado Plauto, eu venho reclamando, eu venho questionando o governo Beto Richa. Eu venho questionando o excesso de gasto, com a falta de enxugar a máquina, de investir nas áreas prioritárias, nos projetos prioritários, investir na educação, na saúde. A saúde nossa está de mal a pior nesse Estado e nesse País. Temos problemas de postos de saúde com falta de médico, com falta de profissionais, temos escolas com falta de profissionais, com falta de professores, com falta de merendeira. Se o Governo tivesse que começar as aulas hoje não teria como começar, porque não tem pessoal, não tem estrutura, não tem como trabalhar. Então isso tudo nós precisamos rever. Então senhores e senhoras Deputadas, quero dizer aos senhores que nós aqui estamos votando não contra o Governador ou a favor da Oposição, nós estamos aqui para votar a favor da nossa população, a favor lá do homem lá  do interior, do   cidadão  que quer o bem desse Estado. Fica aqui o meu agradecimento pela oportunidade de estar aqui, o meu agradecimento e os meus parabéns a todos os manifestantes que se portaram de maneira brilhante. Esperamos realmente como disse o nosso líder do Governo Romanelli, que o Governo realmente ponha em prática e não prejudique o nosso funcionalismo público que já foi muito prejudicado por muitos e muitos anos. Obrigado pela oportunidade que Deus abençoe, boa sorte, que nós tenhamos também na semana que vem, quem sabe, se o Governo cumprir o que prometeu o fim da greve e o retorno a sala de aula, que é o que todos nós queremos e vocês querem também, obrigado.

SR. PRESIDENTE (Deputado Ademar Traiano – PSDB):Com a palavra no horário das Lideranças Deputado  Elio Rusch. Vai falar. Declina! Concedo a palavra ao Deputado Tadeu Veneri no horário do PT.

DEPUTADO TADEU VENERI (PT):...

 

Pronunciamento Deputado Nelson Luersen em 09/12/2014

 

DEPUTADO NELSON LUERSEN (PDT): Sr. Presidente, Srs. Deputados, Sras. Deputadas, amigos e amigas, povo do Paraná que se faz presente nas galerias, é uma alegria recebê-los na Assembleia e ver a defesa que vocês estão fazendo de algo que pensam que está contra o interesse do paranaense. Então, parabéns a vocês que estão na galeria neste dia, defendendo os interesses do povo do Paraná.

 

Quero saudar a imprensa que sempre tem trabalhado aqui na Assembleia, divulgando os acontecimentos e levando ao conhecimento de povo como vota o Deputado, como ele trabalha, qual a sua incumbência no dia a dia. Fez lembrar alguém histórico deste país, que muito fez, que foi um homem que deixou uma saudade imensa, que foi o nosso saudoso Leonel de Moura Brizola. Líder maior do nosso Partido, líder maior do nosso PDT. Se o Brizola estivesse vivo nesta data, com certeza ele diria que esse pacote é contra o interesse popular do povo paranaense.

 

Então, subo hoje nesta tribuna para dizer ao povo do Paraná que estamos tristes. Estamos imensamente tristes. Porque estamos nos aproximando do Natal, e o Natal é uma data de comemorar o nascimento de Jesus Cristo. E, se esse pacote for aprovado, este Natal, com certeza, a população do Paraná, o cidadão paranaense não vai ter muito que comemorar. Porque, sem dúvida nenhuma, vai ser uma data triste, porque temos um pacote que traz prejuízo a todas as classes, a todas as categorias. Acho que é uma incoerência, neste momento, o governo vir falar em aumentar impostos, aumentar taxa, penalizar o aposentado, fazendo com que o aposentado, que já ganha pouco, ainda tenha que contribuir com a Previdência do Estado.

 

Leia mais...

Pronunciamento Deputado Nelson Luersen em 04/11/2014

 

DEPUTADO NELSON LUERSEN (PDT): Sr. Presidente, Srs. Deputados, Sras. Deputadas. Venho novamente a esta tribuna, para mais uma vez fazer uma reclamação, Presidente. Uma reclamação que é pertinente a todos os paranaenses. Infelizmente, estamos vendo em um comercial na televisão, a Copel dizer que é uma das melhores distribuidoras de energia do Brasil, mas na prática no nosso Estado não é o que se está vendo. Estamos sofrendo com as quedas de energia, os agricultores vêm tendo prejuízo incalculável com a perda de frangos, na ordenha do leite, empresários muitas vezes deixando de produzir, deixando de gerar emprego e renda. A dona de casa sofrendo no dia a dia, pela falta de conservação das redes de energia no nosso Estado.

 

Leia mais...

Pronunciamento Deputado Nelson Luersen em 15/10/2014

 

DEPUTADO NELSON LUERSEN (PDT):  Sr. Presidente, Srs. Deputados, é uma alegria subir a esta tribuna  depois de uma reeleição muito difícil, a qual todos disputamos voto a voto, e fomos agraciados com a confiança do eleitor, mais uma vez. Então, quero aqui de público agradecer aos eleitores que nos reconduziram à Assembleia Legislativa do Paraná, e dizer à população do nosso Estado que vamos procurar honrar esse voto com muita dedicação, muito trabalho, tendo compromisso com o nosso Estado, votando aqui na Assembleia com independência, votando as matérias que são de interesse da nossa população, e esperamos, com certeza, juntamente com os demais companheiros Deputados, fazer um bom trabalho nesse segundo mandato, agora com mais experiência, mais conhecimento, e isso, com certeza, vai nos dar mais argumento para trabalharmos ainda mais.

 

 

Leia mais...

Pronunciamento Deputado Nelson Luersen em 02/09/2014

 

DEPUTADO NELSON LUERSEN (PDT): Sr. Presidente, Srs. Deputados, o que nos traz a esta tribuna são reclamações que temos recebido de caminhoneiros do setor produtivo, de transeuntes das estradas do Paraná. Nas últimas semanas, tivemos fortes chuvas que ocorreram no mês de junho e, de lá para cá, sabemos que o governo teve algumas dificuldades para recuperar estas rodovias. Mas, já se passaram, vamos dizer, quase 90 dias. Acho que o tempo já é o suficiente para retomarmos estas obras e também a população estar usufruindo.

Vou citar como exemplo a BR, rodovia federal, a 373, entre Candói e Coronel Vivida. Os Deputados que residem no sudoeste, que semanalmente usam esta rodovia, veem com tristeza que o desmoronamento que aconteceu vem dificultando a vida de todos os cidadãos desta região do Paraná. Inclusive, o setor produtivo vem pagando um alto preço, porque o desvio é feito por uma estrada muito pesada, que passa por Foz do Jordão, Mangueirinha, trazendo consequências a toda população daquela região. E o DNIT, infelizmente, está com esta obra em andamento, mas num ritmo lento.

 

Então, queremos cobrar do DNIT que agilize a recuperação desta obra, para que possamos, realmente, voltar a ter esta integração entre a região sudoeste e a região Central do Paraná. Outra rodovia que continua interditada, ainda, devido desmoronamentos, é a PR-484, rodovia estadual, entre Boa Vista da Aparecida e Três Barras. Há poucos dias passei por esta rodovia, cruzamos pelo desvio que faz com que o pessoal tenha condições de acessar a rodovia novamente e tinha um caminhão quebrado, devido à falta de condições de tráfego naquela rodovia - naquele desvio, aliás - e parece que o governo não está muito preocupado. A rodovia está interditada. As obras estão demorando.

Então, solicitamos ao DER que trate de agilizar esta obra, para que o setor produtivo volte a trabalhar de forma normal e a produção flua naquela região. Estive, semana passada, na região Oeste, e aqui temos vários Parlamentares daquela região, que conhecem tão bem como os demais que ali convivem. É a PR-495 - o Deputado Elio Rusch, inclusive, é daquela região, conhece muito sobre as rodovias da região - entre Medianeira e Missal. Um estado lastimável: buracos, crateras, vários cidadãos com seus automóveis no acostamento, com pneu estourado, roda danificada, suspensão dos carros sendo atingidas. Então, vejo um descaso total para com esta rodovia, a PR-495, entre Medianeira e Missal.

 

Leia mais...

Mais Artigos...