Get Adobe Flash player
Home Notícias Movimentação política em 2017 já começa a preparar cenário para eleições de 2018, diz Luersen

Movimentação política em 2017 começa a preparar cenário para eleições de 2018, diz Luersen

 

alt

O ano de 2017 será de muita movimentação nos meios políticos, em preparação para 2018, quando teremos eleições para governador, Assembleia Legislativa, Senado, Câmara Federal e presidência da República. A avaliação é do líder do PDT na Assembleia, deputado estadual Nelson Luersen (PDT), para quem o partido, sob o comando do ex-senador Osmar Dias, tem todas as condições para ser um dos protagonistas nesse processo.

Luersen lembra que caso o atual governador Beto Richa (PSDB) decida disputar uma cadeira no Senado, como se cogita, ele terá um ano e dois meses no cargo, que precisará se desincompatibilizar em abril de 2018. “A partir daí teremos que observar qual será a movimentação dos três fortes grupos que compõem o governo hoje: o grupo do governador com o PSDB e aliados; o do secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior (PSD), pretendente ao governo; e o da vice-governadora Cida Borghetti (PP), que se vier a ser governadora com a saída de Richa para disputar a eleição, torna-se também uma candidata natural ao governo”, analisa o deputado, para quem o cenário da disputa pelo Palácio Iguaçu ainda inclui o senador Roberto Requião (PMDB), que detém um significativo eleitorado entre outros candidatos que hoje não são lembrados mais no período eleitoral estarão na disputa.

Nesse panorama, considera o parlamentar, o ex-senador Osmar Dias aparece como um dos nomes fortes para a disputa estadual, o que é confirmado pelas recentes pesquisas de opinião pública, em que ele mantém bons índices de aceitação popular. “Acredito que pelo relevante trabalho prestado ao Estado e ao Brasil ao longo de sua vida pública e por ser um cidadão de com um passado limpo, sem dúvida Osmar está credenciado a pleitear o cargo de governador”, afirma Luersen.

Para o deputado, o ex-senador tem condições de construir uma candidatura suprapartidária, que possui bom trânsito e convívio respeitoso com as principais correntes políticas do Estado. “Osmar é reconhecido como uma liderança experiente e equilibrada, que tem o respeito de muitos setores da sociedade paranaense. O que lhe o respaldo para construir uma proposta de governo que contemple o interesse público e os anseios e necessidades da nossa população”, diz o parlamentar.

 

Segundo Luersen, é preciso levar em conta ainda o cenário nacional, onde despontam como pré-candidatos à presidência nomes como o do ex-ministro Ciro Gomes ; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin ; o ex-presidente Lula; a ex-ministra Marina Silva (Rede) e o deputado federal Jair Bolsonaro e poderemos ter uma grande surpresa com o senador Alvaro Dias que esta distante dos escândalos da lava jato e é um bom nome pra disputa presidencial. “No entanto  acredito que antes de abril de 2018  teremos poucas definições e muitas especulações, pois o momento é de incerteza e expectativa pra ver quem vai se salvar dos escândalos envolvendo políticos Brasileiros. muita coisa acontecerá e será preciso aguardar os desdobramentos das diversas investigações em curso no País para termos uma visão mais clara de quem serão os principais atores  da eleição nacional e estadual”, afirma o deputado.